Notícia na Tela

Na raça! Bahia volta a marcar no final do jogo e vence na Fonte

Por Notícia na Tela
19 de novembro de 2016 19:02 Comentários
Divulgação/ECBahia
Na tarde deste sábado, o Bahia encarou seu maior desafio nesta temporada, até então. Pela 37ª rodada, o Esquadrão recebeu a visita do Bragantino, na Fonte Nova, precisando vencer para pôr um pé e meio na Série A e assim fez! Mais uma vez, o Tricolor demonstrou sua força e venceu o jogo no final do jogo, apesar das adversidades. O placar foi 3x2.
Com o triunfo conquistado na Fonte Nova, o Bahia sobe para a terceira colocação e depende apenas de um empate na próxima rodada, contra o já campeão Atlético-GO, em Goiânia.
O Esquadrão entrou em campo precisando do triunfo - já que o Náutico vencia sua partida - mas o time tricolor iniciou o jogo levando susto. Aos três minutos, Muriel precisou realiza uma difícil intervenção após chute de fora da área.
Passado o primeiro susto, o Bahia começou a controlar o ritmo do jogo e partiu para o ataque logo em seguida. E não demorou para o placar ser aberto pelo Tricolor, em um lance de rara felicidade do volante Luiz Antônio.
Com a ausência de Juninho, que é o melhor finalizador de longa distância do time, Luiz Antônio assumiu a responsabilidade de chutar de fora da área, aos dez minutos, e marcou um golaço. A princípio, a arbitragem não marcou gol, mas logo depois assinalou para o meio-campo a bola que tocou no travessão e passou da linha.


O marcador foi ampliado poucos minutos depois. Aos 17, foi a vez do brocador Hernane deixar sua marca e deixar o Esquadrão perto de mais três pontos. Após cruzamento na área, em cobrança de escanteio, o camisa 9 cabeceou com toda a frieza de um artilheiro e transformou o placar em 2x0.

GOL DO BRAGANTINO
Com dois gols de vantagem, o Bahia controlava a partida e buscava não correr riscos na defesa. No entanto, o Bragantino aproveitou o "cochilo" tricolor para diminuir o placar ainda no primeiro tempo, com gol de Rafael Grampola - que já passou pelo clube - aos 31 minutos.

SEGUNDO TEMPO E MUITO SOFRIMENTO
No final da primeira etapa, o Esquadrão voltou a levar perigo ao gol adversário, em finalizações de Renê Júnior e de Hernane - que errou o alvo próximo à pequena área.
Já na etapa final, a partida foi recomeçada em clima tenso, mas com o Bahia conseguindo dominar as ações logo nos primeiros minutos, ficando com a bola em seus pés por mais tempo e tentando atacar pelas faixas laterais do campo - com Edigar Junio e Victor Rangel.

MURIEL FALHA
Ainda em vantagem, o Bahia tentava administrar o resultado, apesar do perigo de estar apenas um gol à frente. E o inesperado aconteceu aos 24 minutos, quando Muriel deixou todos os tricolores incrédulos com uma falha inacreditável após um cruzamento despretencioso do volante Edson Sitta, perto da linha de fundo.

RENATO CAJÁ SALVADOR
No final do jogo, os "deuses do futebol" voltaram a estar ao lado do bicampeão brasileiro, com mais um golaço no final do jogo, garantindo o triunfo. Renato Cajá foi o autor do gol que sacramentou mais três pontos para o Esquadrão de Aço.