Notícia na Tela

Pres. Tan. Neves: Tancredo tem capacidade para municipalizar o trânsito?

Por Notícia na Tela
1 de outubro de 2017 13:11 Comentários
Nesta segunda-feira, será realizado na Câmara de Vereadores do município de Presidente Tancredo Neves, uma audiência pública para consulta de opinião popular referente a municipalização do trânsito na cidade, uma vez que o projeto chegou na casa e foi retido pela desconfiança de alguns legisladores que acreditam ser prejudicial para a população.
Uma cidade que tem um potencial de crescimento invejável como é o casa de Presidente Tancredo Neves não pode ignorar a evolução de determinados setores, o transito é uma verdadeira bagunça, desordem, fonte das imprudências. Tudo que diz respeito a cumprimento de regras e normas gera recuo por grandes e números quantitativos cidadãos. 
A redação do Notícia na Tela, não obteve acesso a projeto que vem tramitando na câmara, mas conversando com vários vereadores que são favoráveis e contrários, entende que a maior preocupação, assim como de muitos civis, é a forma de capacitação dos agentes, todos tem a mesma linha de argumentos, “Não pode ser  igual a Guarda Municipal”, que simplesmente pega as pessoas que precisam trabalhar e entregam uma farda sem qualquer treinamento, estudo, formação e ou capacitação. Desta forma seria apenas mais problemas.
O NT, ainda usou a rede social para saber o que os internautas achavam do projeto e algumas sugestões foram apresentadas, outras contraria com não sendo isso de muita importância, relacionando com a necessidade reparos de pavimentação, reforma do hospital e outras. Mas, logicamente, uma coisa não compara-se à outra, o município precisa, sim, tão logo é necessário que o mesmo projeto descreva também como necessidade de organização, a adequação da feira.
Já que, até esta data, nenhum gestor teve a atitude de retirar as barracas do centro da cidade e projetar um espaço adequado que melhore a logística. Que para selecionar os agentes caso seja aprovado o projeto os gestores utilizem da seleção pública por meio de concurso. Veja algumas sugestões. (Notícia na tela)