Notícia na Tela

Pres. Tanc. Neves: Câmara de vereadores, devolve quase 100.000,00 para o executivo.

Por Notícia na Tela
28 de dezembro de 2017 07:43 Comentários
Reprodução: facebook/câmara
Supõem-se, que quando sobra dinheiro em caixa, é sinal de uma boa administração e coordenação financeira, este também, deve ser o caminho traçado pela Câmara de vereadores de Presidente Tancredo Neves, que vai devolver para a prefeitura, em torno de R$ 100.000,00. Durante o transcorrer do exercício, os recursos financeiros, correspondentes às despesas que não sejam realizadas, seja dos 70% da receita, a que alude o capítulo IV no art. 29-A da Constituição Federal, utilizados como limite com folha de pagamento, seja dos demais 30%, afim de que, o Executivo os utilize onde houver a necessidade. 
A Câmara, não está obrigada a proceder com a devolução de recursos  financeiros que estejam "sobrando" para a Prefeitura,  durante o exercício, devendo, contudo, fazê-lo ao término do exercício, à exceção dos recursos concernentes aos restos a pagar e aos depósitos.
Tendo em caixa este valor, como a prefeitura utilizará?
É importante lembrar que postos estão sem médicos, hospital com obra paralisada a meses, ruas escuras, população sofrendo com a insegurança, patrol do município, que deveria ser utilizada para reforma e melhoria das estradas, jogada no pátio da secretaria de obras, funcionários que não receberam décimo terceiro como determina a lei, até mesmo uma possível realização do réveillon...
pensando no quantitativos, salientamos que Corte de Pedra está sem sinal de celular e que a prefeitura não está se empenhando para resolver o problema, como pode e deve. Com este cem mil, daria pra colocar até uma torre e, não apenas concertar um repetidor. Enfim, são muitos os fatores que deveria receber a aplicação dos recursos.
Atentamos para que não seja os fornecedores priorizados, as empresas terceirizadas que sugam os cofre públicos e pouca eficiência vemos nos serviços prestados à receber a maior parte deixando as áreas vistas com prioritárias sem atendimento. 
Notícia na Tela