Notícia na Tela

ACM Neto justifica polêmica dos fogos do réveillon de Salvador

Por Notícia na Tela
2 de janeiro de 2018 14:53 Comentários
A tradicional queima de fogos que acontece no Réveillon gerou polêmica entre as pessoas que passaram a virada na orla da Boca do Rio, no Festival Virada Salvador. Quem estava na frente do palco e no camarote oficial do evento, teve a visão prejudicada e não conseguiu comemorar a passagem de ano com os fogos de artifício. 
Até a cantora Ivete Sangalo não acompanhou o momento dos fogos, perguntou se o público estava vendo e ao receber a resposta negativa, brincou “vocês me desculpem, mas eu sou muito mais estourada do que esses fogos. Vamos continuar o show”. 
A população e imprensa questionaram a distância do palco para o local reservado para os fogos e o prefeito ACM Neto (DEM) justificou as críticas afirmando que o alcance dos fogos deste ano foi superior ao que tinha sido registrado até o ano passado. “É importante dizer que a queima de fogos é para a cidade toda, não é pra quem está dentro do palco ou na frente dos camarotes”, disparou o prefeito. 
“Quando os fogos eram aqui na Praça Cairu, você tinha um alcance na região da cidade baixa, a ilha tinha uma boa visibilidade. Dessa vez não. Tivemos uma queima de fogos com alcance num longo trecho da orla de Salvador. Houve um pouco de prejuízo para quem estava na frente do palco e no camarote, o que é normal que tenha acontecido como também acontecia na Praça Cairu”, justificou Neto.

Mesmo com a polêmica, o prefeito da capital baiana já adiantou que o local dos fogos será o mesmo no próximo Réveillon, mas que vai estudar possibilidades para aumentar a visibilidade do público. “Podemos aumentar um pouco, se for possível, colocando barcas para, a partir do mar, reforçar a visualização de quem está dentro da Arena. Lembrando que tivemos 17 pontos de queimas de fogos na cidade, não foi só na Boca do Rio”, finalizou.  
Bocão News