Notícia na Tela

REFLEXÕES (E DEVANEIOS) SOBRE A SOCIEDADE

Por Notícia na Tela
19 de fevereiro de 2018 13:33 Comentários

Em meus devaneios abarrotados de lucidez, vez ou outra me ponho a refletir acerca do significado da palavra sociedade. Segundo o dicionário Michaelis é um “conjunto relativamente complexo de indivíduos de ambos os sexos e de todas as idades, permanentemente associados e equipados de padrões culturais comuns, próprios para garantir a continuidade do todo e a realização de seus ideais”. Em síntese, seria um agrupamento de pessoas que buscam agregar e contribuir para o bem comum.

O significado é bonito e chega emociona. Pensar que todos nós podemos cooperar mesmo que minimamente para a melhoria do bem coletivo nos enche de orgulho. Contudo, acredito que isto fica no plano das ideias. Na prática, vejo bem diferente. Sinceramente a emoção dá lugar ao asco. O estômago embrulha...
Sei que o ser humano nasceu para viver em comunidade, ninguém pode viver feliz sozinho. Ninguém é perfeito também. Mas é notável que o homem, por N fatores, em algumas circunstâncias acaba menosprezando os outros. Não raro vemos indivíduos, em virtude do status ou sabe-se lá o que, ignorar a maioria em prol da minoria. A minoria cheia de poder e podridão (raras são as exceções). 
A minoria pisoteia, esmaga, domina e mata a maioria aos poucos. A minoria ludibria, escarra e ri da maioria. A ela cabe lutar de formas até desleais para manter o poder, o status, os aplausos, a bonança... A maioria fica à mercê de um número irrisório de pessoas. A maioria, muitas vezes cheia de esperança, bate até palmas, se submetendo a situações ridículas para ter o pão de cada dia na mesa.

Definitivamente não sei como essa minoria, que nós colocamos no poder, põe a cabeça no travesseiro e dorme o sono dos “justos”, fazendo tanta mediocridade, sendo tão torpe, podre, mesquinha. Talvez durma bem porque desconhece as dificuldades financeiras, porque não é pisoteada, não é submetida a certas coisas que faz um pai/ mãe de família sentir até vontade de morrer por ver um filho passando necessidade, contas a pagar acumulando... Jovens perdendo a vontade de estudar porque sente seu futuro engavetado... 
Sabe o que precisamos? Inverter essa pirâmide e mostrar para essa minoria quem manda, que é funcionário e quem é patrão. Precisamos unir forças, empoderar-nos. 
Que tal fazermos valer de fato o significado da palavra sociedade?
Por, Luzitânia Silva