Notícia na Tela

Paulista foi morto a facadas na em Gandu, após encontro marcado via rede social

Por Notícia na Tela
13 de abril de 2018 00:26 Comentários
Vítima
Polícia Civil da Bahia elucida homicídio, onde ELIAS DA SILVA SENA (55 anos) matou a facadas CRISTIANO GONÇALVES ONOFRE (42 anos), após este ter marcado um encontro via redes sociais com uma mulher, fato que ocorreu na noite da última sexta-feira (06/04/2018) na localidade do Riachão de Areia, Zona Rural de Gandu-BA.
Cristiano morava em Itapecerica da Serra-SP e conheceu a mulher M.L.S.J (29 anos) que reside em Gandu-BA através de redes sociais, mantendo contato via WhatsApp com a mesma durante dois meses, quando então, na quarta-feira (04/04) saiu de Itapecerica da Serra de ônibus numa viagem de 36 horas com destino a Gandu para o primeiro encontro. Horas após chegar na casa de  M.L.S.J, Cristiano deitou-se para descansar da longa viagem, instante em que Elias que estava separado de M.L.S.J há cerca de dois meses invadiu a residência e com uma faca desferiu diversos golpes em Cristiano lhe causando perfurações no peito, abdômen, virilha e braços, levando-o a óbito no local.
Elias se apresentou nesta quarta (11/04), acompanhado de seu advogado, alegando que se sentiu emocionalmente abalado por M.L.S.J ter colocado outro homem dentro de casa, sendo que eram vizinhos e estavam separados há poucas semanas, bem como teria agido em legítima defesa após Cristiano ter tentado ataca-lo com um pedaço de madeira.
Cristiano retornaria para Itaperecica da Serra na tarde do sábado (07/04), era segurança do Hospital Geral de Itapecerica da Serra, deixa dois filhos e após a necropsia no Departamento de Polícia Técnica de Valença -BA seu corpo foi liberado para ser sepultado no município de Vitória da Conquista-BA, onde possui familiares.
A Delegacia de Gandu informou que no dia 10/04 representou pela prisão preventiva de ELIAS e está aguardando a decisão judicial, bem como deu por encerrada a investigação e remeterá nos próximos dias o Inquérito Policial com o indiciamento de Elias ao Ministério Público para as providências judiciais.
Fonte: Delegacia de Gandu, 5ª COORPIN