Notícia na Tela

Ex-prefeito Quinha está fora da lista dos políticos irregulares do estado da Bahia, segundo o TCU

Por Notícia na Tela
30 de julho de 2018 19:44 Comentários
O TCU (Tribunal de Contas da União) divulgou nesta 5ª feira (26.jun.2018) a lista (íntegra) de 7.431 gestores públicos com contas julgadas irregulares há 8 anos, podendo ser considerados inelegíveis pela Justiça Eleitoral.
A relação, entregue pelo presidente do TCU, Raimundo Carreiro, ao ministro Luiz Fux, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), inclui senadores, governadores, deputados e prefeitos. No total, 11.408 contas foram classificadas como irregulares, o que significa que um gestor pode ter tido mais de uma conta rejeitada. A reprovação é o primeiro indicador da má gestão de recursos públicos.
Os Estados que tiveram maior número de contas rejeitadas foram Maranhão (659), Rio de Janeiro (614), São Paulo (564), Bahia (483) e Minas Gerais (480). Os nomes dos demais gestores podem ser encontrados no Portal do TCU. A lista é organizada por meio dos Estados e municípios que os políticos representam.
O Ministério Público Eleitoral, os candidatos, as coligações e os partidos poderão contestar as possíveis restrições de candidaturas nas eleições deste ano a partir do dia 15 de agosto –data limite para o TSE encaminhar os nomes à Justiça Eleitoral, que julgará a inelegibilidade de cada gestor.
A Redação do Notícia na Tela, fez especificamente um levantamento sobre o nome e pré-candidato a Prefeito Josué Paulo (Quinha) na Lista do Tribunal de Contas do Estado – TCE, e o mesmo está fora da Lista dos inelegíveis; ainda, a redação pesquisou a situação do Ex-prefeito na lista do TCM/BA e o mesmo teve todas as Contas dos exercícios de 2009, 2010, 2011 e 2012 aprovadas pela Câmara de Vereadores de Presidente Tancredo Neves, prevalecendo assim às aprovações realizadas pela Câmara Municipal, conforme os argumentos do próprio Ministério Público (veja na imagem abaixo).
Vale lembrar que na época da Aprovação das Contas dos anos de 2010 e 2011 e 2012, houve representação formulada ao Ministério Público por um ex-vereador, relatando que as respectivas aprovações das contas não obedeceram às formalidades das Leis e Normas da Câmara.
Pois, O Ministério Público não aceitou àquela representação do Ex-vereador e MANDOU ARQUIVÁ-LA, concordando com as Aprovações das Contas mencionadas acima. 
Na mesma decisão o MP disse – veja a imagem:
O Notícia em Tela voltará em breve para falar sobre as situações dos possíveis candidatos a Prefeito do Município de Presidente Tancredo Neves.
Notícia na Tela


NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br