Notícia na Tela

Pres Tanc. Neves: Alunos da rede municipal de educação estão indo à escola de moto e sofrendo acidentes

Por Notícia na Tela
24 de outubro de 2018 13:39 Comentários
Imagem ilustrativa
Nos últimos dias, alunos da zona rural do município de Presidente Tancredo Neves, estão enfrentando uma tremenda perda de conteúdos nas escolas pela falta de transportes, levando em consideração que, uma grande maioria faz o translado sobre caminhão (pau-de-arara), o que já um meio de transporte  condenado pelo Ministério  público.

Segundo informações não oficiais o Ministério Público proibiu terminantemente o transporte de alunos sobre caminhões. Coincidência  ou não, mas os atrasos de pagamentos também têm contribuído para que outros condutores estejam desistindo de trabalhar; outra informação dá conta que dois condutores dos ônibus teriam entregado o carro, visto que não está recebendo. Já o ônibus amarelinho de Corte de pedra passou dias com problemas mecânicos e os alunos ficam com ônus.  

Com a junção de problemas mencionados acima, os alunos optam pela medida mais viável, para os que tem ou podem ajudar no combustível, ir à escola de moto. Com isso e, sem qualquer surpresa começam a surgir os casos de acidentes com estas crianças, adolescentes e jovens. Pela falta de experiência, pela imprudência, pela adrenalina, ou ainda pela má conservação das estradas, há claramente um problema oriundo, que vai afetando e pode piorar ainda mais, por enquanto foram alunos do zonal de Tabuleiro de Corte de Pedra que sofreram quedas e escoriações, mas acidentes de moto costuma trazer graves consequências.

O NT, em outros momentos já criticou o fato de, menores e crianças, estarem no trânsito como condutores e, apesar de ser uma causa compreensível não deixa de ser um crime de trânsito, uma responsabilidade do proprietário do veículo em quaisquer registro. Por outro lado, é a única alternativa para que os alunos cheguem as escolas e não seja completamente prejudicados no final da unidade, uma vez que não se tem noção de quanto tempo vai durar o problema.

Deve ser entendido que, a prefeitura, precisará começar 2019 com um plano diferente para resolver esta demanda que vem há anos sendo adiada.
A redação do Notícia na Tela buscou contato com a Diretoria de transportes do município, mas não obteve resposta.
Notícia na Tela
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br