Notícia na Tela

PRÊMIO JUNTAS TRANSFORMAMOS

Por Notícia na Tela
3 de dezembro de 2018 23:04 Comentários
Fotos: Avon/Revista M. Claire
De 15 de agosto a 25 de setembro, revendedoras Avon com no mínimo 6 meses de atividade poderiam inscrever ideias e projetos referentes a temática do enfrentamento a violência contra meninas e mulheres, promovendo assim, o Primeiro Prêmio Juntas Transformamos.
Contando com mais de 1.300 inscrições em todo o país, ao fim, 20 revendedoras tiveram 10 ideias e 10 projetos selecionados. Os seguintes prêmios foram conquistados:
Viagem a São Paulo (de 21 a 23 de novembro) com direito a acompanhante;
Prêmio de R$ 5.000,00 para as 10 melhores ações de Enfrentamento à Violência contra a Mulher que já estejam em andamento;
Prêmio de R$ 3.000,00 para as 10 melhores ideias de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres;
Mentoria e Formação por um ano para alavancar as iniciativas;
Jantar de reconhecimento na Trattoria Fasano, contando com a presença da cúpula da Avon e da Marie Claire;
Participação da Cerimônia do 1º Prêmio Instituto Avon / Marie Claire no Palácio Tangará que premiou pessoas que atuam no enfrentamento a violência contra meninas e mulheres e contou, também, com diversas celebridades;
Revendedora Destaque 2018 na causa do enfrentamento das violências contra as mulheres e meninas.
Finalista, representando o município de Presidente Tancredo Neves, Luzitânia Silva teve a ideia intitulada “Meninas e Mulheres Empoderadas”, cujo objetivo é sensibilizar, orientar e prevenir meninas e mulheres do município a respeito da violência, visando a prevenção e combate a esse crime.
Almeja-se realizar rodas de conversas, oficinas e palestras durante o ano de 2019, abordando sobre temáticas pertinentes, com auxílio de profissionais qualificados.
Com este Projeto, espera-se apoio da rede de garantias, que haja participação efetiva das beneficiárias nas atividades desenvolvidas; que trinta meninas e mulheres sejam sensibilizadas, orientadas e prevenidas a respeito da violência; sejam estimuladas a viverem relacionamentos saudáveis; compreendam sua importância e se enxerguem como responsáveis por sua própria história.
É importante frisar que nenhuma mulher pode ser submetida a algo que a diminua. Mulher alguma será feliz vivendo num relacionamento cujo (a) companheiro (a) a faz sentir inferior, a violenta.
Reconhecer a importância de si mesma, do amor próprio e autoconhecimento pode trazer benefícios incomensuráveis.

Notícia na Tela
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br