Notícia na Tela

“Não podem querer colocar uma mordaça gay em nosso país”, dispara Samuel Júnior

Por Notícia na Tela
27 de outubro de 2017 09:01 Comentários
O pastor e deputado estadual Samuel Junior (PSC) mostrou-se indignado com a peça teatral “O evangelho segundo Jesus, rainha do céu”, de autoria da dramaturga britânica Jo Clifford, prevista para ser apresentada hoje (26) e amanhã (27), no Espaço Cultural Barroquinha, em Salvador. O espetáculo traz Jesus Cristo como um travesti e segundo os organizadores, propõe uma reflexão sobre a opressão e intolerância sofridas por transgêneros e outras minorias, além de reiterar valores cristãos como amor, perdão e aceitação.
Para o parlamentar trata-se de uma afronta a Igreja. “É uma falta de respeito sem tamanho contra os cristãos. Se nós evangélicos e católicos fizéssemos qualquer movimento contrário aos que eles ‘pregam’, seríamos chamados de homofóbicos. Já eles podem fazer o que querem, sem respeitar a crença e o credo? Tenho um respeito muito grande por todos os cidadãos e pelos homossexuais. Mas eles não podem querer colocar uma mordaça gay em nosso país. Você é homossexual, que seja. Mas não queira colocar na minha cabeça que isso é normal”, desabafou Samuel Júnior.
Ao repudiar o monólogo, o parlamentar também criticou o que chamou de omissão dos cristãos. “O que também me choca é o silêncio das famílias tradicionais. Estamos sendo ridicularizados e ofendidos e ninguém protesta”, afirmou. 
Samuel Júnior apoiou ainda a iniciativa do colega deputado Sargento Isidório (Avante), que ingressou na 11ª Vara Cível e Comercial de Salvador com uma ação para tenta barrar a apresentação. Em São Paulo, um pedido semelhante foi considerado procedente.
Redação BNews
ANUNCIE AQUI!