Notícia na Tela

Barragem da Vale se rompe na cidade de Brumadinho

Por Notícia na Tela
25 de janeiro de 2019 15:57 Comentários
A barragem da Mina do Feijão, situada em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, se rompeu na manhã desta sexta-feira. A unidade pertence à mineradora Vale. "Havia empregados na área administrativa, que foi atingida pelos rejeitos, indicando a possibilidade, ainda não confirmada, de vítimas", diz nota da empresa.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o refeitório da companhia tinha capacidade para atender até 200 pessoas. Porém, não sabe quantos funcionários estavam no local no momento do desastre. Ainda segundo os bombeiros, 30 pessoas conseguiram sair correndo e teriam escapado da correnteza de lama. 

Por enquanto, duas vítimas foram encaminhadas para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. O hospital Risoleta Neves, também em BH, solicitou que todos os pacientes aptos a serem liberados tenham alta médica para que vítimas da tragédia sejam encaminhadas para a unidade. 
Hélicopteros dos bombeiros e viaturas estão no local em busca de possíveis vítimas.  Moradores de alguns bairros da cidade estão tendo que deixar suas casas por causa dos riscos. Prefeituras de cidades próximas emitiram alerta para o risco de elevação do rio Paraopeba, que fica próximo ao local do deastre.

O Museu Inhotim foi fechado. O espaço estará impedido para visitação pelo menos até domingo, diz a direção da unidade.

Segundo a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), uma equipe do núcleo de emergencial ambiental está a caminho para apurar as informações. Ainda não há detalhes sobre a magnitude do episódio.

Segundo a Vale, vilarejo e área administrativa foram atingidas

A Vale admitiu que os rejeitos da barragem atingiram um vilarejo da cidade e que a prioridade agora é resgatar as vítimas. Imagens da Record TV mostram pessoas sendo resgatadas da lama.

"As primeiras informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da vila Ferteco. Ainda não há confirmação se há feridos no local", diz a empresa em nota. 

O governo de Minas Gerais criou uma força-tarefa e um gabinete de crise para atuar no rompimento da Barragem Mina do Feijão. O coordenador nacional de Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, se desloca com uma equipe para ajudar nos trabalhos. 

A barragem 

De acordo com o site da Vale há duas barragens com o nome Mina do Feijão, uma delas tem cerca de 1 milhão de metros cúbicos e a outra aproximadamente 290 mil metros cúbicos e é utilizada para a contenção de sedimentos e clarificação do efluente final. 

Em 2015 barragem da Vale também se rompeu

Em novembro de 2015 duas barragens se romperam na cidade de Mariana, na região Central de Minas, e deixaram 19 pessoas mortas e causaram o maior desastre ambiental do Estado. O rejeito tomou conta do Rio Doce e afetou cidades até do Espírito Santo.
O Tempo
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!