Notícia na Tela

Aliados falam em recuo nos cortes na Educação, mas governo nega

Por Notícia na Tela
15 de maio de 2019 07:39 Comentários
Na véspera do que se desenha como a primeira grande greve do seu governo, com manifestações agendadas para esta quarta-feira (15) em universidades e escolas de 26 estados e do Distrito Federal, deputados que se reuniram com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), na tarde desta terça-feira (14), disseram que o governo iria rever os cortes orçamentários no Ministério da Educação (MEC).

A ordem teria sido passada por telefone ao ministro da pasta, Abraham Weintraub, nesta tarde. Líderes de quatro siglas reunidas com o presidente no Palácio do Planalto presenciaram o telefonema e confirmaram a informação ao UOL.

A decisão também foi confirmada à reportagem pelo líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (PSL-GO).

"O presidente ligou para o ministro na nossa frente e pediu para rever. O ministro tentou contra-argumentar, mas não tem conversa", afirmou Waldir.

O deputado afirmou que não haverá redução em outras pastas para compensar o dinheiro que não será mais retirado da Educação.

No entanto, após a divulgação da informação, a Casa Civil desmentiu. Em nota, informou que não procede a informação de que haverá cancelamento do contingenciamento no MEC. "O governo está controlando as contas públicas de maneira responsável", destacou o documento. 

O MEC afirmou que a ligação entre o presidente e o ministro não existiu. Após a confusão, o ministro da Educação seguiu para o Planalto. 
Gazeta

NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
ANUNCIE AQUI!