Notícia na Tela

Pres. Tanc. Neves: Segunda de paralisação, e organizações sindicais se reúnem na sede da APLB.

Por Notícia na Tela
8 de julho de 2019 20:54 Comentários
Servidores municipais da educação enquadrados nos 40%, funcionários da saúde protagonizaram o dia de paralisação desta segunda-feira, (08/07), que ambos se reuniram na sede da APLB, para discutir o reajuste salarial que está congelado até o fechamento da matéria

Na pauta dos reunidos, constavam assuntos com:
-Reajuste dos 40%;
-Reserva técnica do fundamental I

Para a presidente da APLB, Edilene, causa indignação a falta de consideração dos gestores quando condicionam os vencimentos de seus colaboradores em condições retrógradas, quando deixa de conceder seus reajustes trata-os com falta de respeito. Para ela os sindicatos que representam cada categoria precisa unir forças para demandar os objetivos de seus interessados e é com este modelo que os servidores tem sido representados pala APLB, AGENTEC e SINDPTN.

Aliás, as três organizações acima mencionadas foram as organizadoras da paralisação. 

Entre outros assuntos falaram e questionário sobre precatório, processo desaparecido dentro do FÓRUM, como também receberam o Secretário de Educação, Antonio Osvaldo.

O secretário respondeu alguns questionamentos propostos pelas lideranças e pelo sindicalizados. Se mostrou solidário às demandas da pauta com o fator de regulamentação dos 40% que emperrou em uma diferença de apenas R$ 15.000,00 para que as partes pudesse a assinar um acordo de direito. Disse ainda que, no que compete a técnica do Fundamental I, assume um equívoco de sua pessoa como secretário, mas que sua equipe já coordenou um novo cronograma de planejamento, atendendo por disciplina e que ninguém mais terá prejuízos. 
Assegura também que, no mês de outubro haverá uma premiação especial para o professor, que receberá uma avaliação dos seus alunos pelo trabalho desenvolvido. Disse ser uma boa gratificação.
Já sinalizou para o ano que vem haverá mais seis escolas a serem fechadas por conta do déficits de alunos.

Após a assembleia formaram uma comissão e seguiram até a prefeitura municipal para orquestrar uma nova discussão no que dispõem dos interesse de concessão do reajuste dos 40%. Entretanto, nada foi acordado e na próxima quarta-feira haverá uma nova reunião para este mesmo objetivo.







Notícia na Tela
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!