Notícia na Tela

Douglas entra na seleção do prêmio Bola de Prata do Brasileirão

Por Notícia na Tela
27 de agosto de 2019 13:40 Comentários
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia
Titular do Esquadrão desde 2018, Douglas tem se destacado pela regularidade de atuações e por números que o colocam como um dos melhores goleiros do futebol brasileiro em 2019 e como titular na seleção do prêmio Bola de Prata, da ESPN.

Um dos principais responsáveis por garantir o resultado de 1 a 0 sobre o Atlético Mineiro, no último sábado, Douglas é o goleiro com o maior número de jogos sem levar gol neste Brasileirão, somando todas as rodadas da competição.

Camisa 1 do Bahia em todas as 16 partidas do campeonato, Douglas ajudou o Bahia a não levar gol em oito rodadas. Ou seja, o Esquadrão só teve suas redes balançadas em apenas 50% dos jogos da Série A.

Apenas o Corinthians está à frente do Bahia no ranking dos times com mais partidas sem sofrer gol no campeonato. Entretanto, o goleiro Cássio não atuou em todas os nove jogos em que o time paulista não teve a defesa vazada.

Goleiros com mais jogos acumulados sem levar gol na Série A:

Douglas (Bahia) – 8 jogos

Cássio (Corinthians), Weverton (Palmeiras) e Volpi (São Paulo) – 7 jogos

Gatito (Botafogo) – 6 jogos

Melhor goleiro do Campeonato Brasileiro após 16 rodadas

Douglas foi escolhido pela nação tricolor como o melhor jogador do Bahia na partida contra o Atlético Mineiro, em votações do ecbahia.com e na página oficial do Bahia no Twitter.

Além da votação popular, o camisa 1 tricolor entrou na seleção do Bola de Prata, prêmio oferecido anualmente pelos canais ESPN, com base em avaliações feitas por jornalistas da emissora e por estatísticas a cada rodada.

Após o destaque na 16ª rodada, Douglas ultrapassou Weverton e entrou pela primeira vez na seleção deste ano.

Grandes momentos no Bahia

“Tive tantos momentos incríveis aqui... Uma defesa que marcou muito foi no ano passado, no jogo contra o Botafogo, no Rio, um pênalti que defendi. Marcou bastante. Teve a final do Baiano, no estádio do adversário, no início do jogo. Tenho facilidade de fazer defesas em que uso estatura, explosão, como na falta no jogo contra o Goiás. Essas que me recordo. Mas quem quiser saber mais tem meu DVD do ano passado. Neste ano vamos fazer outro”.

Evolução em duas temporadas no clube

“Principalmente nos enfrentamentos foi algo que acrescentou. Aqui no Brasil, é uma técnica diferente. Muitos goleiros se jogam para trás. É uma bola que vai no seu raio de ação, você se desestabiliza e toma o gol. Ele acrescentou esse trabalho. E toda experiência que ele teve como goleiro e preparador. Tudo que ele colocou da visão dele, eu procurei entender”.
ECBAHIA.COM
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
ANUNCIE AQUI!