Notícia na Tela

Com estoque perto do fim, Secretaria de Saúde reduz número de postos de vacinação em Salvador

Por Notícia na Tela
3 de abril de 2020 07:23 Comentários
Foto: Secretaria de Saúde de Salvador / Divulgação
Em paralelo às ações de combate ao novo coronavírus, a Secretaria de Saúde de Salvador segue coordenando a Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza na capital baiana. Até esta quinta-feira (2), mais de 272 mil pessoas foram imunizadas no município, o que equivale a uma cobertura estimada de 77% do público-alvo. Contudo, o estoque da vacina está perto de se esgotar.

De acordo com Doiane Lemos, subcoordenadora de Controle de Doenças Imunopreveníveis, por conta da redução no estoque e sem data de reposição pelo Governo Federal, o número de postos de referências em Salvador vai ser reduzido para 18 e não mais 30, como era feito até então.

“Recebemos 84 mil doses do Ministério da Saúde na última sexta [27] e já estamos praticamente com este estoque zerado. Por esse motivo, reduzimos o número de unidades de referência para vacinação, mantendo o horário alternativo”, justificou Doiane Lemos.

Além dos 18 postos de referência, pessoas com 60 anos ou mais contam com dois drives thru: Arena Fonte Nova (8h às 13h) e no Atacadão Atacarejo do Subúrbio Ferroviário (8h às 16h), onde poderão ser imunizadas sem descer do carro.

Nessa primeira etapa da campanha, são contemplados idosos acima de 60 anos e trabalhadores de saúde, como enfermeiros, higienizadores, condutores de ambulância e demais profissionais que atuam diretamente no setor. Confira abaixo o cronograma das etapas.

Os trabalhadores de saúde poderão receber a vacina apenas nas 18 unidades básicas, já que os drives thru são exclusivos para os idosos. Esse público deverá apresentar, além do documento de identificação e cartão do SUS, a carteira profissional.

Esquema de vacinação 2ª e 3ª fase
16/04: 2ª fase - Professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
09/05: 3ª fase- Crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade.
G1/BA
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br