Notícia na Tela

Pres. Tanc. Neves: Corpo de jovem foi sepultado com medidas de segurança ao covid-19, mas exames testou negativo

Por Notícia na Tela
14 de maio de 2020 14:30 Comentários
Créditos: PTN NEWS
Um Jovem que estava internado no Hospital Regional de Santo Antonio de Jesus tratando de uma insuficiência respiratória e faleceu, sendo entregue ao hospital municipal de Presidente Tancredo Neves para sepultamento imediato sem a possibilidade de velório.

Uma situação muito confusa para população tancredense uma vez que nenhuma explicação foi dada. Uma fonte teria revelado que o corpo chegou na unidade hospitalar de Tancredo Neves com uma descrição de COVID-19, buscamos  informações oficias com a assessoria de comunicação da Prefeitura mas sem sucesso.

O fato é que o corpo foi sepultado às pressas sem que os parentes pudessem velar. E para a redação do NT é um contexto sonegado a população. Não sabe-se nem qual foi a causa da morte e nem as razões de não poder velar.

Para tranquilizar nossos leitores deixamos claro que o resultado do exame testou negativo.

Aproveitando para explanar a respeito do primeiro caso de COVID 19, confirmado no município:

Foi divulgado pelo Gestor municipal Antonio dos Santos e o Secretário de Saúde Erisvaldo, confirmaram na noite de ontem Domingo por meio de um vídeo, ter recebido os resultados de testes de uma criança de dois meses que testou positivo.

Mas uma grande polêmica tomou conta das redes sociais, a principal aliada de todas as nações democráticas nesta vida de pandemia, quando muitos questionaram com algumas pertinências e logicamente um direito outros comentários de cunho partidário.

Exemplo:
“Só estão falando isso pra receber mais dinheiro...”
“Este não deve ser um caso de Tancredo Neves porque a criança não estava aqui no município...”
“Faltou explicarem como a criança foi contaminada e onde”.

No vídeo o secretário fala que o paciente estava fazendo tratamento uma unidade hospital de Salvador por ter nascido como problemas e começou apresentar os sintomas foi transferida para uma segunda unidade especializada em covid-19, onde ficou confirmado. Logo, a criança continua internada na capital baiana.
Uma vez confirmado o novo coronavirus, a mãe da criança que estava como acompanhante foi despachada para seu município de residência (Presidente Tancredo Neves) para ficar de quarentena. É sabido que a mãe fez o teste e o resultado foi negativo, mas aguarda os exames.

E por fim, o caso  é registrado com de Presidente Tancredo Neves porque a residência e todo acompanhamento da gestação desta criança foi realizado por tal município. O que não significa dizer, e nem foi dito que houve contaminação em território tancredense. Suspeita-se que isso teria acontecido dentro do hospital onde a criança fazia o tratamento.

Para tanto é preciso redobrar as atenções na prevenção. Não é mais possível identificar na maioria dos casos como se deu a transmissão.

Notícia na Tela
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br