Notícia na Tela

Zito Abreu cobra pesquisa registrada em órgão eleitoral após informe de blog

Por Notícia na Tela
26 de junho de 2020 18:21 Comentários
Foto: Redes Sociais
O pré-candidato Zito Abreu, de Ituberá, no Baixo Sul do estado, cobrou através de vídeo registro de pesquisa após divulgação em blog do município de Valença de que um candidato estaria pontuando bem na preferência popular.

Segundo Zito, para que qualquer matéria com este fim seja publicada é necessário a apresentação de comprovação nas esferas eleitorais de que ocorreu pesquisa. “O senhor deve ter alguma pesquisa registrada e deveria tornar ela pública”, cobra o empresário ao blogueiro.

Os responsáveis pela divulgação de dados de pesquisa sem o prévio registro na Justiça Eleitoral estão sujeitos à aplicação de multa no valor de R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00 (Lei nº 9.504/1997, arts. 33, § 3º, e 105, § 2º). A divulgação de dados de pesquisa fraudulenta (falsa) constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa.

Zito ainda se mostra triste com a afirmação de que um dos candidatos teria uma família que seria “um peso”. O pré-candidato pede que haja respeito para com as famílias ituberaenses.

“Vejo que é uma matéria comprada”, acusa Zito, complementando que em Ituberá não tem só 3 nomes, tem 5 nomes que estão em busca do pleito.

Zito lamenta a postura do veículo de comunicação especificando que para ser humilde não precisa comer no prato de esmalte, já que a “reportagem” apontava que o bom candidato teria postura de comer em prato característico de pessoas humildes. “Na casa de gente humilde não tem só prato de esmalte. Tem dignidade, tem respeito e graças ao trabalho que eles desempenham na labuta diária tem uma vida melhor fomentada pela esperança de que dias melhores virão”, comenta, alegando ainda que não deixará de ser quem é, não inventará um homem que após a campanha apresenta ser um fingido.
Livre Notícias
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br