Notícia na Tela

Cerca de 30 cidades da Bahia registram crescimento de 100% dos casos da Covid-19

Por Notícia na Tela
7 de julho de 2020 09:40 Comentários
Cerca de 30 municípios da Bahia estão com taxa de crescimento de casos da Covid-19 acima de 100% nos últimos dias. A informação foi divulgada pelo governador do estado, Rui Costa, em transmissão na internet realizada na noite desta segunda-feira (6). Segundo Rui Costa, os prefeitos destas cidades justificaram o aumento em razão dos festejos juninos.

“É o efeito São João. Infelizmente, nós temíamos muito por isso. Estávamos olhando a relação cidade por cidade. Nós temos quase 30 cidades acumularam nos últimos cinco dias uma taxa de crescimento de 100%, dobraram número de casos. Outras cidades no patamar de 30%, 40%. Liguei para alguns prefeitos para ver o que está sendo feito”.

“Quase a unanimidade dos prefeitos apontaram festas juninas, aglomerações desse período como fator relevante para esse crescimento de casos no interior. Muitos relatos de famílias que estavam em várias regiões do país e se encontraram em sítios e locais. Ouvi dos prefeitos relatos de famílias inteiras quando se juntaram 10, 15 pessoas. Isso elevou. Houve uma subida dos casos, isso em função, não tenho dúvida, das aglomerações e viagens no período de São João”, disse Rui Costa.

Além destas cidades com aumento de 100% dos casos, Rui Costa também citou outros municípios que seguem com taxas de crescimento de casos da Covid-19 elevadas.

“Juazeiro ainda não conseguiu cair o número, está com 30% nos últimos cinco dias, Alagoinhas 20% nos últimos cinco dias, 36% Luís Eduardo Magalhães, 47% Jaguaquara, Conceição do Coité com 39%. Camamu está com 71%, que explodiu número de casos. Conversei hoje com prefeito. Santo Amaro chegou a 32%”.

Em toda Bahia, de acordo com último boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), nesta segunda-feira, foram registrados 88.279 casos confirmados da Covid-19 e 2.168 mortes, desde o início da pandemia. A taxa de crescimento no número de casos, nas últimas 24 horas, foi de +1,4% e +2,9% no número de mortes.

“Crescimento continua baixo, embora número absoluto alto. Mas, percentualmente, hoje estamos em um patamar se aproximando de 2% de crescimento do número de óbitos. Taxa parece pequena, mas número absoluto é grande”, explicou Rui Costa. 
G1
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br