Notícia na Tela

Empresário tancredense recebe envelope com quantia de mil reais em dinheiro falso

Por Notícia na Tela
9 de julho de 2020 15:46 Comentários

O proprietário da empresa Pax Rocha, situada na Avenida 07 de Setembro, no centro de Presidente Tancredo Neves recebeu pelos Correios um envelope contendo a quantia de R$ 1.000,00 (mil reais), sem qualquer informação de procedência e utilização.

Desconfiado, o destinatário Kal Rocha buscou avaliação das notas utilizando uma ferramenta comum para teste, uma caneta, que todo comércio tem como medida preventiva. Foi constatado a falsificação nas notas, em seguida o mesmo procurou a delegacia local para que as investigações pudessem abrir um protocolo.

Em seguida, Rocha divulgou um vídeo chamando a atenção dos comerciantes e cidadãos de Tancredo e região para ficarem atentos ao dinheiro recebido e movimentado. Disse ainda que não sabe as razões de ter recebido o envelope remetido por um indivíduo de nome Bruno Melo.

O Artigo 289 do Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940, afirma que:
“...Falsificar, fabricando-a ou alterando-a, moeda metálica ou papel-moeda de curso legal no país ou no estrangeiro:Pena - reclusão, de três a doze anos, e multa.§ 1º - Nas mesmas penas incorre quem, por conta própria ou alheia, importa ou exporta, adquire, vende, troca, cede, empresta, guarda ou introduz na circulação moeda falsa.§ 2º - Quem, tendo recebido de boa-fé, como verdadeira, moeda falsa ou alterada, a restitui à circulação, depois de conhecer a falsidade, é punido com detenção, de seis meses a dois anos, e multa.§ 3º - É punido com reclusão, de três a quinze anos, e multa, o funcionário público ou diretor, gerente, ou fiscal de banco de emissão que fabrica, emite ou autoriza a fabricação ou emissão.
Veja o vídeo na integra:
Notícia na Tela
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br