ESTAMOS


TEMPORARIAMENTE
Em MANUTENÇÃO!

Enquanto não voltaremos ao normal você pode tá acessando nossas notícias e informações:

Notícia na Tela

Escritora baiana Andy Barbosa fala sobre a importância da literatura e escrita com fins terapêuticos

Por Notícia na Tela
2 de junho de 2021 20:32 Comentários

Foto: Andy Barbosa
“A escrita começou a fazer parte da minha rotina a partir do momento em que eu percebi que meus escritos começaram a tocar diretamente outras pessoas”

Nas redes sociais concentram-se pessoas que expõem seus pensamentos, suas criatividades ou, até mesmo, para externar através da arte da escrita as suas emoções. A nossa entrevistada é a jovem escritora e poetisa baiana Andy Barbosa, 21 anos.

CULTUARTE: Como foi seu contato inicial com o meio literário? Qual escritor(a) é uma fonte de inspiração para você?

Andy Barbosa: O primeiro contato que eu tive com a escrita foi através da leitura de George Orwell. Inclusive, ele  é uma grande inspiração para alguns pensamentos do meu primeiro livro publicado.

CA: Colocar os sentimentos no papel é um poderoso processo terapêutico para organizar pensamentos e liberar emoções. Como a escrita passou a fazer parte da sua rotina? O que te motivou a escrever? É, em algum momento, uma forma de desabafo?

A.B.: Eu sempre fui, de forma inteiramente fluída, muito mais desenvolta através da escrita. Como cartas na infância, diários na adolescência e então escritos em papéis soltos. A escrita começou a fazer parte da minha rotina a partir do momento em que eu percebi que meus escritos começaram a tocar diretamente outras pessoas. 

Sim, a minha escrita tem alguns desabafos ocultos. Nem sempre deixo explícito que é algo pessoal.

CA: Nas redes sociais encontramos diversos escritores e postagens que tocam, comovem e motiva o público a comentar, viralizar. Ao postar um escrito, qual o seu objetivo principal?

A.B.: Tenho como objetivo mostrar ao meu público que o hábito de leitura é essencial para a liberdade de expressão e visão perante a sociedade.

CA: Vi que usa o Instagram para tornar público seu trabalho. Quando você decidiu que era o momento de expor ao público os seus escritos?

ANDY: Eu percebi que eu tinha um alcance consideravelmente bom quando postava alguns poemas e escritos filosóficos, então resolvi usar o Instagram como ferramenta principal para divulgação da minha escrita e livro.

CA: Qual o gênero literário que você mais consome? O que mais te motivou a publicar um livro?

A.B.: Costumo ler muito sobre filosofia, poema e poesia baiana. Eu pensei em deixar marcado para todo o sempre e décadas algo que eu sei fazer (consideravelmente bem). Lançar um livro sempre foi um dos meus maiores sonhos, acho extremamente poético e querendo ou não, é um meio de valorização literária.

CA.: Sentimento do Adeus é a sua primeira obra literária publicada, apesar de ter começado outra obra que ainda não foi finalizada. Fale um pouco sobre o que te levou a se dedicar a uma nova construção? Quanto tempo durou o processo de produção do livro?

A.B.: Eu comecei a escrever "Sentimento do adeus" em 2018, organizei em 2019, finalizei em 2020 e lancei esse ano, 2021. Ou seja, é um projeto antigo que eu lancei algum tempo depois. O meu segundo livro "Coração plástico-bolha", que está em processo de escrita, é uma obra literária que lançarei com mais inspirações, aprendizado e amadurecimento literário. A obra será estruturada em poemas, minha zona de  conforto da escrita.

CA: As redes sociais é uma vitrine que facilita o contato direto com o público. O apoio ou críticas já tiveram influência direta em sua relação com a escrita?
Foto por: Roseane Argolo
A.B.: Eu sempre procuro entender de forma positiva algumas críticas para que se tornem construtivas para a minha melhora e evolução na escrita. Mas não atingem diretamente no que escrevo, nunca cheguei a mudar de ideia sobre a estrutura do meu trabalho. Para quem quiser me acompanhar no Instagram, @_andybarbosa, leiam minha primeira obra literária "Sentimento do adeus" e aguardem o lançamento do meu próximo livro!
Revista Cultuarte

NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br