ESTAMOS


TEMPORARIAMENTE
Em MANUTENÇÃO!

Enquanto não voltaremos ao normal você pode tá acessando nossas notícias e informações:

Notícia na Tela

OMS prevê mais de 2,2 milhões de mortes por Covid na Europa até março

Por Notícia na Tela
23 de novembro de 2021 15:40 Comentários
O Escritório Regional para a Europa da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou uma projeção de mortes por Covid-19 para a próxima primavera no continente e um alerta para evitar o que chamou de “marco sombrio”. Segundo a entidade, se o ritmo atual for mantido, o número de óbitos até março de 2022 pode ser superior a 2,2 milhões.

O braço europeu da OMS informou que o número de mortes acumuladas pelo vírus nos 53 países da região passou de 1,5 milhão e que, entre agora e março do próximo ano, é possível esperar “estresse alto ou extremo” em leitos hospitalares em 25 países. Para Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), esse quadro pode ocorrer em 49 dos 53 países.

Os países europeus estão sentindo o intenso retorno da doença e alguns adotaram medidas para tentar interromper a rápida disseminação do vírus. Um deles foi a Áustria, que implantou lockdown nacional e deve tornar a vacinação obrigatória a partir de fevereiro.

“Para viver com esse vírus e continuar nossa vida diária, precisamos adotar uma abordagem de ‘vacina plus’. Isso significa receber as doses padrão da vacina, tomar reforço, se oferecido, assim como incorporar medidas preventivas em nossas rotinas normais. Em conjunto, usar máscara, lavar as mãos, ventilar espaços internos, manter distância física e espirrar no cotovelo são maneiras simples e eficazes de obter controle sobre o vírus e manter as sociedades em funcionamento. Todos nós temos a oportunidade e a responsabilidade de ajudar a evitar tragédias desnecessárias e perda de vidas, e limitar mais perturbações na sociedade e nos negócios durante este inverno”, disse, em comunicado, Hans Kluge, diretor regional da OMS para a Europa.

O órgão reforçou a importância de que a vacinação seja fortalecida nos países, porque a taxa de cobertura vacinal completa varia de 10% a 80%. Também fez um apelo para o uso das máscaras, que, de acordo com um estudo global publicado na semana passada no periódico científico British Medical Journal (BMJ), são capazes de reduzir em 53% a incidência da Covid-19.

“Se a partir de hoje a cobertura universal da máscara de 95% for alcançada, estima-se que mais de 160.000 mortes poderiam ser evitadas até 1 de março de 2022”, informa o documento. 
Veja
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br