ESTAMOS


TEMPORARIAMENTE
Em MANUTENÇÃO!

Enquanto não voltaremos ao normal você pode tá acessando nossas notícias e informações:

Notícia na Tela

Capitais começam a cancelar desfiles e blocos de rua por causa da Covid-19

Por Notícia na Tela
3 de janeiro de 2022 21:17 Comentários
Grandes cidades brasileiras decidiram cancelar a realização do Carnaval 2022. Com o rápido avanço da variante ômicron, capitais como Belo Horizonte, Salvador e Fortaleza suspenderam a realização dos desfiles e blocos de rua.

Artistas e blocos também cancelaram suas programações para fevereiro. Na capital paulista, 64 atrações de rua não vão mais se apresentar, entre elas estão Daniela Mercury, Gloria Groove, Tiago Abravanel e a Kondzilla. 

São Paulo é a única cidade que manteve a realização. A prefeitura de São Paulo informou que a realização do Carnaval de 2022 dependerá do cenário epidemiológico da cidade em fevereiro. As avaliações devem ser concluídas na primeira quinzena de janeiro.

Segundo o Jornal O Globo, a cidade aprovou em publicação no Diário Oficial da última quinta-feira, a realização de 696 desfiles no Carnaval de Rua 2022, o maior número na história da capital. Até o momento, 64 desfiles foram cancelados.

Belo Horizonte, por sua vez, afirmou que não vai patrocinar o Carnaval da cidade e nem realizar cadastro de blocos ou investimentos em infraestrutura.

Por força da decisão do governo do estado, Salvador, bem como outros municípios baianos, não terá nenhuma festividade carnavalesca. Em uma rede social, o governador Rui Costa disse que a decisão se deve aos cerca de “2,4 milhões de baianos com a vacina contra a Covid em atraso”, e à epidemia de gripe que tem sobrecarregado o sistema de saúde.

Em Fortaleza, desde o dia 30 de novembro o governo municipal bateu o martelo e resolveu suspender os editais do ciclo carnavalesco e a destinação de R$ 14 milhões que seriam investidos no evento para as secretarias responsáveis pela segurança alimentar, saúde e cultura local.

A prefeitura de Palmas ainda não decidiu sobre a permanência ou cancelamento do Carnaval 2022. O município segue monitorando os indicadores epidemiológicos e o avanço da vacinação, para então considerar ou não a realização do evento.
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br