ESTAMOS


TEMPORARIAMENTE
Em MANUTENÇÃO!

Enquanto não voltaremos ao normal você pode tá acessando nossas notícias e informações:

Notícia na Tela

Fachin dá 2 dias para PL explicar gasto com anúncios de Bolsonaro Sigla do presidente pagou R$ 742 mil para impulsionar vídeos

Por Notícia na Tela
29 de julho de 2022 14:34 Comentários
Após o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, impulsionar anúncios do candidato à reeleição no Youtube, o ministro Edson Fachin, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deu o prazo de dois dias para a sigla explicar a origem dos recursos gastos com o impulsionamento no site.

Nos dias 22 e 23 de julho, o partido gastou cerca de R$ 742 mil para a promoção de 15 peças publicitárias com o jingle “Capitão do Povo” na plataforma.

Segundo dados do Google, o PL impulsionou peças de 6, 15 e 30 segundos a partir do dia 23.

Foi protocolada uma representação pela federação “Brasil da Esperança”, formada por PT, PCdoB e PV, que aponta que o Partido Liberal gastou em dois dias 143% a mais do que foi investido nos últimos 8 meses por todos os demais partidos que formam as maiores bancadas na Câmara.

Além disso, a federação pede que seja paga uma multa de R$ 1,48 milhão. Um dos anúncios, de apenas seis segundos, que foi segmentado para alcançar os quatro estados do Sudeste, teve mais de 10 milhões de visualizações e custou entre R$ 80 mil e R$ 90 mil, segundo a plataforma.

Já outro destinado à região Norte, de 15 segundos, custou entre R$ 7 mil e R$ 8 mil. Outro também de 15 segundos teve 2 milhões de visualizações e saiu pelo valor de R$ 15 mil e R$ 20 mil, segmentado para os estados do Nordeste.

Uma resolução de 2019 do TSE determina que mesmo que seja proibida a divulgação de propaganda paga na internet, o impulsionamento de conteúdo é legal. No entanto, de acordo com a representação, a prática do PL fere uma das premissas da resolução.
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br