Foto: Ananias Pereira
As fortes chuvas que atingem a Bahia há duas semanas trouxeram um alerta para a manutenção e a fiscalização de barragens de abastecimento de água. Se antes os municípios baianos que abrigam equipamentos não tinham tanto com o que se preocupar, já que operavam abaixo da capacidade, o temporal que atinge o Sul e o Extremo Sul do estado gerou uma preocupação maior, já que algumas delas oferecem riscos iminentes de rompimento. 

Nos últimos dias, três destas estruturas romperam devido às fortes chuvas: Iguá (Vitória da Conquista), Jussiape (Chapada Diamantina) e Quatis (Pradoso). Diante desta situação, a União dos Prefeitos da Bahia (UPB) discute, junto às prefeituras da região atingida, através de uma comissão de emergência, estratégias de fiscalização e prevenção de possíveis desastres. 

Ao Bahia Notícias, o prefeito de Jequié e presidente da UPB, Zé Cocá, confirmou a informação. Segundo ele, o grupo, que inicialmente reúne prefeitos do Sul, Sudoeste e Extremo-Sul, também contará com gestões de cidades do Oeste. 

"Agora a tendência é que esse grupo abra geral para criar um trabalho preventivo. Inclusive, hoje nós fizemos uma reunião com o representante do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), ontem fizemos com o Ministério da Cidadania, para que haja um trabalho de prevenção na Bahia", explicou. 

Dentre as ações previstas estão discussões sobre a situação financeira dos municípios e a aplicação de medidas de monitoramento. "[O grupo deve] discutir que os órgãos competentes tenham a obrigação de passar um relatório quinzenal, no maximo, para o município", elencou Cocá.

De acordo com o gestor, a intenção é que todas as barragens da Bahia contem com planos de emergência, mudando a relação que o poder público tem com as construções. "Isso não é uma cultura do nosso estado. Como nossas barragens historicamente têm trabalhado sempre abaixo da sua capacidade, ninguém se preocupou", acrescentou.

Preocupação semelhante já chamou atenção de políticos baianos. Em 2019, após o rompimento da barragem de rejeitos em Brumadinho (MG), uma Comissão Especial de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) foi instalada. No período, os deputados analisaram 13 barragens do estado das quais dez haviam apresentado possíveis riscos. 

O presidente da Comissão, José de Arimatéia, contou ao BN o que foi constatado à época. "Em todas as barragens que visitamos existia a falta da manutenção. Foram barragens de responsabilidade do governo do estado, pela Cerb [Companhia De Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia]. Inclusive, quando terminamos de fazer a visita colocamos no relatório, apresentamos no plenário da Assembleia e fizemos observações do que precisava ser feito", disse, lembrando que posteriormente a Cerb tomou as providencias necessárias. No entanto, outros órgãos teriam se omitido, como a Codevasf [Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba] e Dnocs [Departamento Nacional de Obras Contra as Secas].  

Para o presidente da Comissão, um grande problema é a falta de diálogo entre os órgãos fiscalizadores e as gestões municipais. “Existe uma distância muito grande da própria prefeitura e da Câmara de vereadores com os órgãos fiscalizadores. Ou seja, com a CERB, com Dnocs. Muitas vezes eles iam visitar a barragem, mas não sinalizavam para a prefeitura que estavam naquela visita na cidade para inspecionar a barragem, então existe a falta de informação do próprio poder público municipal com os órgãos fiscalizadores”, ponderou.  

Arimatéia considera que a situação vivida pela Bahia gera um novo alerta: "Se os municípios não estiverem fazendo a fiscalização das barragens, vamos ser surpreendidos, porque as questões climáticas mudam de uma hora para outra".

Procurada, a Cerb negou a versão de que haja alguma distância entre os órgãos. A gerente de meio ambiente e barragens da companhia, Camila Medrado, afirmou que a obrigatoriedade de diálogo com as gestões municipais ocorre apenas em casos de emergência. 

A identificação de anomalias, por exemplo, seria uma destas situações. "Quando a barragem segue normalmente, operando, sem nenhum problema não há indícios de informar a prefeitura, até porque a gente publica diariamente essas informações", argumentou Camila Medrado. 

São publicadas no boletim diário do órgão informações como o nível da água e a vazão liberada em cada barragem. "Tudo é publicado, então é aberto. Qualquer pessoa que acesse o site da Cerb tem acesso às informações", finalizou a diretora. 
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br

A Marinha do Brasil emitiu um alerta de mau tempo no litoral da Bahia. Segundo a Marinha ventos fortes podem chegar até 60 km/h (33 nós), entre as noites desta quinta-feira (23) e sexta (24).

A intensificação dos ventos deve atingir a direção Oeste e Sudoeste, na faixa litorânea entre os estados da Bahia, ao sul de Caravelas, Rio de Janeiro, ao norte de Arraial do Cabo e do Espírito Santo.

O mesmo sistema poderá provocar ventos de direção Nordeste a Noroeste, com intensidade de até 75 km/h (40 nós), na faixa litorânea do estado da Bahia, entre Caravelas e Salvador, até a noite do dia 24 de dezembro.

A previsão do tempo para esta sexta-feira (24) é de tempo nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas. A previsão é do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), A temperatura mínima na capital baiana será de 25ºC e a máxima de 28ºC. A umidade relativa mínima será de 60% e a máxima de 90%, informou o Inmet.

Em Caravelas, onde está prevista a intensificação dos ventos, a manhã de sexta-feira deve ser nublada com pancadas de chuva e trovoadas isoladas. A temperatura varia entre 23ºC e 30ºC, segundo o Inmet.
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Imagens: Ananias Pereira
Durante as chuvas desta terça-feira (21), houve um deslizamento de terra em trecho da estrada que liga regiões como Povoado de Marcelo, João do Córrego ao distrito de Corte de Pedra, deixando a via parcialmente interditada. 

O episódio aconteceu  aproximadamente 1Km de Corte de Pedra. Com carros pequenos ainda é possível transitar, mas veículos de grande porte já não há possibilidades. ´

É importante ressaltar que a situação pode se agravar.
Notícia na Tela
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Foto: Reprodução / Radar 64
Uma ponte em um trecho da BR-101 em Eunápolis, na Costa do Descobrimento, foi totalmente tomada pela água, o que provocou o bloqueio total do trecho nesta sexta-feira (10).

O fato ocorre devido ao aumento de nível do Rio Buranhém, que transbordou devido às chuvas que caem na região. Ao Radar 64, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia informou que não há previsão de quanto o trecho voltará a ser liberado para o tráfego.

ITAMARAJU
Mais ao Sul, outro trecho da BR-101, desta vez em Itamaraju, segue parcialmente bloqueado. O fato ocorre na altura do km 820 desde as 22h desta quinta-feira (9).

Devido às precipitações, houve desmoronamento de barranco, o que afetou a estrada. Em ambos os casos – em Eunápolis e Itamaraju – a PRF orienta que os motoristas evitem a passagem pela BR-101.
ITARANTIM AGORA
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Moradores se viram surpreendidos com o avanço rápido da água da chuva, que caiu desde esta terça-feira (07) no município de Jucuruçu e em toda a região extremo sul da Bahia.

Muitas pessoas precisaram se abrigar nos telhados. A situação é de calamidade pública. A enchente inundou todas das casas dos moradores da Praça Izabel, centro da cidade.

A grande maioria da população perdeu tudo o que tinha. O município foi um dos mais castigados com o temporal que atingiu várias cidades na região. Em Itamaraju, além de muitos prejuízos financeiros, a casa de uma família foi soterrada e três pessoas morreram, duas delas crianças.

Veja alguns vídeos:
 



NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Foto: Carlos Pires
Na Bahia, as três praias que conquistaram a edição 2021 do selo Bandeira Azul, certificação internacional concedida anualmente pela organização Foundation for Environmental Education (FEE), têm algo em comum: todas estão situadas em localidades com sistema de coleta e tratamento de esgoto operado pela Embasa. O selo avalia 34 critérios, com foco em gestão ambiental, qualidade da água, educação ambiental, segurança e serviços, turismo sustentável e responsabilidade social, que devem ser atendidos, mantidos e comprovados anualmente.

A praia de Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, na ilha dos Frades, é veterana na certificação, pois já está na sétima certificação de Bandeira Azul. O visitante que decidir se refrescar em suas águas cristalinas pode ficar tranquilo porque, desde 2010, essa localidade possui sistema de esgotamento sanitário (SES) operado pela Embasa.

Em 2021, na ilha dos Frades, a empresa também concluiu o sistema das localidades de Paramana, Torto e Costa de Fora. O investimento da Embasa no sistema de esgotamento sanitário da Ilha dos Frades, até agora, é de cerca de R$ 8 milhões. No momento, a empresa está preparando o processo de licitação para contratar a obra de ampliação do sistema, visando atender a localidade de Loreto.

“Quando a infraestrutura de esgotamento sanitário de Loreto começar a funcionar, toda a área atualmente habitada da ilha dos Frades passará a contar com rede pública de coleta e tratamento de esgoto, o que ampliará ainda mais o impacto positivo sobre a balneabilidade das praias, alavancando o turismo, além de contribuir para a saúde e qualidade de vida da população”, destaca a gerente da unidade regional da Embasa que atende a ilha dos Frades, Jucilene Sena.

Itacimirim e Guarajuba
Saindo da Baía de Todos-os-Santos em direção ao Litoral Norte, o visitante também pode desfrutar de mais duas praias contempladas com o selo Bandeira Azul: Itacimirim e Guarajuba, praias situadas no município de Camaçari. A ótima balneabilidade verificada nessas duas praias deve-se, principalmente, ao fato de que, desde 2011, elas são atendidas pelo sistema de esgotamento sanitário de Barra do Pojuca.

A ampliação desse sistema, que atende ainda a localidade de Monte Gordo, incluiu um investimento de R$ 33,8 milhões, realizado com recursos próprios da Embasa. Na época, a estação de tratamento de esgoto de Barra do Pojuca foi ampliada e foram implantadas 15 estações de bombeamento, 1.271 ligações domiciliares, além de 106 quilômetros (km) em tubulações.

É a segunda vez seguida que a praia de Itacimirim conquista a Bandeira Azul e a terceira vez seguida para a praia de Guarajuba. “Ficamos felizes em constatar que o trabalho da Embasa está contribuindo para esse bom resultado, pois prestamos um serviço que dá destinação correta ao esgoto coletado nos imóveis e, assim, contribuímos com a preservação do ambiente costeiro”, comemora a gerente regional da Embasa em Camaçari, Thaís Vieira.

A cerificação internacional Bandeira Azul 2021 foi concedida a 22 praias brasileiras. A cerimônia de entrega das bandeiras ocorre entre novembro e dezembro, no início da temporada de verão no hemisfério sul.

Fonte: Ascom/Embasa
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
O nível de alerta para a possibilidade de um vulcão entrar em erupção e causar um tsunami que afetaria o Brasil, a Bahia e outras localidades foi elevado por autoridades espanholas. De acordo com reportagem do portal Uol, caso entre em erupção, o vulcão Cumbre Vieja, localizado na ilha de La Palma, na costa do continente africano poderia provocar um tsunami que atingiria todas as Américas, com maior impacto sobre os litorais das regiões Norte e Nordeste.

A informação da elevação de nível do vulcão foi dada pelo portal MetSul Meteorologia e confirmada pela reportagem.

A matéria sinaliza que o vulcão está adormecido há décadas, mas nos últimos dias começou a dar sinais de atividade moderada.

"Ele não estava dando sinais de erupção, mas agora ele chegou a um segundo nível. São quatro níveis de alerta. Ele pode vir a ter uma erupção, mas não significa que essa erupção vai gerar um tsunami, mas é uma possibilidade, mesmo que mínima", explicou o pesquisador do Instituto de Ciências do Mar da UFC (Universidade Federal do Ceará), Carlos Teixeira, à reportagem.

A hipótese de que um tsunami poderia ser causado pela erupção do Cumbre Vieja já foi confirmada em várias pesquisas sobre o tema, traz o Uol. "Existem diversos estudos já publicados sobre essa possibilidade de tsunami. É uma hipótese real, e ela aconteceria caso houvesse uma erupção explosiva", conta Carlos Teixeira.
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
A Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), informou nesta sexta-feira (25), que o deslocamento do sistema frontal em atuação sobre o Oceano Atlântico deverá provocar agitação marítima, possibilitando a ocorrência de ressaca de direção Sudeste a Leste. 

As ondas podem chegar a 2,5 metros de altura, entre os estados da Bahia, ao norte de Ilhéus, e do Rio Grande do Norte, ao sul de Natal, entre as manhãs dos dias 26 e 28 de junho.

O CHM orienta os navegantes a consultarem as informações sobre o tempo antes de realizarem atividades de pesca, esporte e recreio.
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br

Na noite desta segunda-feira (26), um objeto seguido de clarão assustou moradores algumas cidades do Baixo Sul do Estado. Quando o objeto caiu em Ituberá por volta das 21h40 causou tremor.

Há relatos em Ituberá, onde moradores, em grupos de Whatsapp, disseram que as paredes e o piso de suas casas tremeram, após ouvir um forte estrondo, como se fosse um trovão, porém de curta duração. Moradores de Camamu, Maraú (Barra Grande), Wenceslau Guimarães, também relataram o estrondo.

Lugares de possíveis passagem do objeto

Praia de Pratigi, em Ituberá, e Morro de São Paulo, em Cairu.

Segundo a moradora de Wenceslau Guimarães, Clarice Santos, ao Repórter Bahia disse que, estava assistindo televisão na sala e revelou que, ficou com medo, pois, percebeu tremores na janela e na porta.
 Repórter Bahia

Fotos: Reprodução/TV Bahia
Salvador amanheceu com céu nublado e chuva nesta quinta-feira (9). Por causa do mau tempo, algumas ruas ficaram alagadas nos bairros de Valéria, Itapuã e Calçada.

Em Itapuã, o acúmulo de água foi registrado na Rua da Ilha. A situação prejudica a circulação de pedestres e saída de alguns moradores de suas casas. Além disso, os motoristas precisam reduzir a velocidade para passar na rua.

Em Valéria, o alagamento ocorreu na rua Caramuru. Os moradores também têm dificuldades para sair de casa, e a água chegou a invadir alguns imóveis.

No bairro da Calçada, o alagamento ocorreu na região da estação de trem. Apesar da pista molhada em diversos pontos da capital baiana, a Transalvador informou que não há grandes pontos de alagamentos nas principais vias de Salvador.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o mau tempo ocorre por causa dos ventos úmidos que vêm do oceano, representando a nebulosidade.
A temperatura na capital baiana varia entre 22ºC a 28ºC. A previsão é que a chuva continue na sexta-feira (10), mas a temperatura tem um leve aumento com variação de 23ºC a 29ºC.
G1
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Foto: Reprodução/TV Globo
Após mais um temporal na noite desta terça-feira (28), Belo Horizonte amanheceu nesta quarta-feira (29) com estragos em diversos pontos da cidade. A chuva mais forte do que o esperado atingiu, principalmente, as regiões Barreiro, Centro-Sul e Oeste da cidade.

Em Nova Lima, Região Metropolitana de BH, um homem morreu no desabamento de uma casa. Com isso, o total de vítimas fatais no Estado desde sexta-feira (24) sobe para 53.

O interior do Estado também registrou fortes chuvas e uma mulher está desaparecida na cidade de Tabuleiro, na Região da Zona da Mata.

BELO HORIZONTE

Uma cratera se abriu em uma das principais vias de Belo Horizonte, a Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste. Na região Oeste choveu 101,6 milímetros em três horas.

Na região Centro-Sul, o Córrego do Leitão transbordou desde a Barragem Santa Lúcia até o centro da capital. O maior volume de chuva foi registrado na região: 175,6 milímetros em três horas. São vários pontos com carros arrastados, trechos do asfalto arrancados e garagens alagadas.

Região Metropolitana de BH volta a ser atingida por forte chuva

Outro córrego que transbordou foi o Acaba Mundo, que começa no Parque JK, no alto do Sion, e desceu provocando enchentes até o Centro. Nesta manhã, uma cratera se abriu no cruzamento da Avenida do Contorno, com a Rua Professor Morais.

Na BR-356, na chamada curva do Ponteio, também na Região Centro-Sul, um barranco desmoronou e a via precisou ser fechada no sentido Centro. Nesta manhã, duas faixas estavam liberadas no sentido BH Shopping. No shopping, parte do teto desabou durante o temporal.

Também foram registrados alagamentos nas Avenidas Barão Homem de Melo, Silva Lobo e Professor Mário Werneck, todas na Região Oeste.

Até as 6h30, não havia registro de mortes na capital. Em Nova Lima, um homem de 45 anos morreu no desabamento de uma casa.

Parte do teto do BH Shopping desabou durante temporal em Belo Horizonte

G1
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Foto: Mauro Akin/CORREIO

A Marinha do Brasil emitiu um alerta na noite de ontem (21) para o índice de ventos fortes na Bahia por conta da passagem de um ciclone no litoral do estado. Segundo o comando militar, a partir desta quinta-feira (23), o fenômeno pode apresentar características subtropicais, quando poderá ser classificado como Depressão Subtropical. A formação do ciclone está associada ao estabelecimento de uma zona de convergência sobre uma região em que a temperatura da superfície do mar está sendo observada entre 26ºC e 27ºC. Caso a intensidade dos ventos observados alcance ou supere 63 km/h (34 nós), o fenômeno será reclassificado como Tempestade Subtropical "Kurumí", expressão em tupi-guarani que significa "menino".

De acordo com a Marinha, a provável área de formação do ciclone subtropical será em alto-mar, entre o Norte do estado do Rio de Janeiro e o Sul do estado do Espírito Santo, com deslocamento inicialmente para Sul, afetando as condições de tempo e mar entre os estados de Santa Catarina e Bahia, a partir de quinta-feira pela manhã.

São esperados ventos com direção de Nordeste a Norte e intensidade de até 87 km/h (47 nós) em alto-mar, entre o estado do Rio de Janeiro, ao Norte de Arraial do Cabo (RJ) e o estado da Bahia, ao Sul de Caravelas (BA), entre o dia 23 pela manhã e o dia 25. Também são esperados ventos com direção de Nordeste a Norte e intensidade de até 61 km/h (33 nós) em alto-mar, no estado da Bahia, entre as cidades de Caravelas (BA) e Ilhéus (BA), entre o dia 23 pela manhã e o dia 25.

Os ventos poderão ocasionar agitação marítima resultando em ondas de direção de Sudeste a Leste e
altura entre 3,0 e 4,0 metros em alto-mar, entre o estado de Santa Catarina, ao Norte de Laguna (SC) e o
estado do Rio de Janeiro, ao Sul de Arraial do Cabo (RJ), entre o dia 23 pela manhã e o dia 25. Também é
esperada agitação marítima resultando em ondas de direção de Nordeste a Norte e altura entre 3,0 e 4,0
metros em alto-mar, entre o estado do Rio de Janeiro, ao Norte de Arraial do Cabo (RJ) e o estado da Bahia,
ao Sul de Caravelas (BA), entre o dia 23 pela manhã e o dia 25.

O alerta foi emitido por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), em colaboração com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE) e o Centro Integrado de Meteorologia Aeronáutica da Força Aérea Brasileira (CIMAER/FAB).
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Dezesseis cabeças de gado morreram neste sábado, 4, após serem atingidas por um raio na fazenda Limoeiro, em Itabela, no Extremo Sul da Bahia.

De acordo com os proprietários, os animais estavam no pasto, ao lado de uma cerca, que serviu de condutor da descarga elétrica. Como a carne ficou imprópria para consumo,  o rebanho vai ser enterrado em uma vala, segundo o site Radar 64.

O gado era da raça Nelore e estava avaliado em quase R$ 45 mil. Do rebanho, 12 vacas estavam prenhas.

A região foi atingida por fortes chuvas, ventos, trovões e raios.
A Tarde
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Um balanço divulgado na sexta-feira (3) pelo Instituto do Meio-Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) aponta que 15 praias estão impróprias para banho neste fim de semana, no litoral da Bahia. Além de Salvador, praias da Baía de Todos-os-Santos e Costa do Cacau foram consideradas impróprias pelo órgão.

Segundo o Inema, a balneabilidade é considerada Imprópria quando a densidade de E. coli for superior a 800 UFC/100 ml, em duas ou mais amostras, de um conjunto de cinco semanas, coletadas no mesmo local ou o valor obtido na última amostragem for superior a 2000UFC/100ml.

Mesmo apresentando baixas densidades de bactérias fecais, uma praia pode ser classificada na categoria Imprópria quando ocorrerem circunstâncias que desaconselhem a recreação de contato primário, tais como: derramamento de óleo, extravasamento de esgoto, ocorrência de maré vermelha, floração de algas potencialmente tóxicas ou outros organismos e surtos de doenças de veiculação hídrica.

No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.

O Inema recomenda aos usuários das praias que ao observarem presença de óleo evitem fazer a utilização das mesmas e não toquem, nem removam os resíduos encontrados.

Confira lista de praias impróprias

BAÍA DE TODOS-OS-SANTOS
Madre de Deus (Sob ponte em Madre de Deus.)
Cabuçu (Em frente as barracas)
Salinas (Próximo ao Pier. Em frente ao Hotel de Salinas)
Mar Grande (Em frente à Praça Principal, ao lado do Banco do Brasil)
Itaparica (Em frente ao Forte de São Lourenço)
Gameleira (Em frente à Cruz da Gameleira)

SALVADOR
Periperi (Na saída de acesso à praia após travessia da via férrea)
Penha (Situada em frente à barraca do Valença)
Bogari (Em frente ao Colégio da PM – antigo Colégio João Florêncio Gomes)
Pedra Furada (Atrás do Hospital Sagrada Familia, em frente a ladeira que dá acesso a praia)
Armação (Em frente ao Hotel Alah Mar e a Rua João Mendes da Costa)
Boca do Rio (Em frente ao posto Salva Vidas)
Patamares (Em frente ao posto Salva Vidas Patamares. Próximo ao Coliseu do Forró e ao Caranguejo de Sergipe)

COSTA DO CACAU
Marciano (próximo ao Bar Litrão)
Malhado (Próximo à escultura da sereia)
Por, Criativa On Line
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br

O município registrou o maior volume de chuva nas últimas horas em todo o Estado.


Casa desaba e mata idosa no Espírito Santo

Foto: Diony Silva/ TV Gazeta

Uma casa desabou e matou uma mulher de 67 anos, na madrugada deste sábado (4), na Serra, no Espírito Santo. O município registrou o maior volume de chuva nas últimas horas em todo o Estado.

De acordo com a Defesa Civil Estadual, a casa tinha dois andares. Vizinhos contaram que ouviram um barulho por volta das 2h e perceberam que a casa havia desabado.

"Levantei até pensando que poderia ser a minha casa. Cheguei, olhei para o lado e vi uma poeira muito grande. Logo desci correndo e gritei pelo nome dela. Aí escutei o sussurro dela pedindo socorro", disse Diones de Souza Marinho.


Chuva causa estragos de Norte a Sul do Estado

Alguns ainda tentaram localizar a idosa, mas não conseguiram. O Corpo de Bombeiros foi acionado e chegou por volta das 3h, mas o corpo dela só foi retirado dos escombros após as 7h da manhã.

"A gente teve relato de moradores que ainda escutaram alguns gemidos, murmúrios da vítima, mas a partir do momento que a gente chegou, não escutou mais nada", disse o bombeiro Afonso Amorim.

A vítima, identificada como Osvaldina Manthay de Souza, morava sozinha, era cuidadora de crianças e também fazia salgados para vender.

Osvaldina tinha 67 anos e morava sozinha na casa que desabou, na Serra — Foto: Reprodução/ TV Gazeta
Preocupação antiga
Um vídeo gravado no final do ano passado por um morador da região, mostra a rua sendo infiltrada pela água da chuva. Vizinhos e a família disseram que Osvaldina tinha medo de que a casa desabasse.

"A chuva caía muito, a água não descia, vinha toda para a varanda dela. Já estava até meio rachada, ela estava preocupada. Eu liguei para ela para saber se estava bem e ela falou que estava tudo bem", disse a filha da vítima, Lorena de Souza.

"Quando a gente informava para eles, a gente já falava que a água vai toda pra baixo da casa da vizinha tinha poste que poderia cair e árvore também", disse a técnica de enfermagem Fernanda Melo.

Na época, a Defesa Civil Municipal esteve no local, mas não interditou o imóvel. "Não foi dada nenhuma orientação porque não houve solicitação dela para vistoria a residência dela. A Defesa Civil esteve aqui para vistoriar a via. Foi orientado que precisaria todas as contenção fossem feitas, e não havia nenhum risco visual para que essa residência a família fosse retirada", explicou o diretor da Defesa Civil da Serra, Antônio Carlos Coutinho.

Outras casas correm risco
De acordo com a Defesa Civil, outras casas na rua também correm risco. "Outras residências estão interditadas, as famílias devem sair. Existe uma dificuldade desas pessoas de querer sair e estamos buscando junto ao Ministério Público uma solução efetiva", disse Coutinho.

Volume de chuva
De acordo com um boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual às 6h deste sábado (4), a Serra foi o município do Espírito Santo onde mais choveu nas últimas 24 horas.

Na cidade também foi registrado um poste com risco de queda no bairro Belvedere e desabamento de muro nos bairros Vista da Serra II e Jardim Guanabara.


Serra 173.68 Mm
Aracruz 146.77 Mm
João Neiva 111.81 Mm
Castelo 109.06 Mm
Muniz Freire 102.00 Mm
Vitória 101.45 Mm
Ibiraçu 101.00 Mm
Afonso Cláudio 99.45 Mm
Fundão 93.40 Mm
Cariacica 89.35 Mm
Itaguaçu 85.17 Mm
Ponto Belo 85.00 Mm
Brejetuba 84.80 Mm
Mucurici 82.00 Mm
São Domingos Do Norte 81.39 Mm
Vila Velha 78.22 Mm
Venda Nova Do Imigrante 72.60 Mm
Santa Teresa 70.03 Mm
Baixo Guandu 64.60 Mm
Barra De São Francisco 63.89 Mm
Colatina 62.92 Mm
Domingos Martins 62.83 Mm
Vila Pavão 60.00 Mm
G1 ES
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Um morador do bairro do Uruguai, em Salvador, usou o primeiro andar de um imóvel como trampolim para mergulhar em um "mar" de lama, na manhã desta terça-feira (26), durante o temporal que atinge a cidade.

Um vídeo feito por vizinhos do homem, que não teve a identidade divulgada, mostra o momento em que ele pula na água. O homem cai de cabeça na lama, afunda e depois volta com a água na altura do pescoço.
Além do Uruguai, diversos pontos da capital baiana ficaram alagados com a chuva. Entre eles, a Avenida ACM, parte do bairro do Bom Juá e um trecho da localidade do Baixa dos Sapateiros, onde ao menos 24 pessoas foram resgatadas por bombeiros.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Salvador registrou até as 10h desta terça-feira (26) uma maior quantidade de chuva do que o esperado para todo o mês de novembro.

Segundo a meteorologista Cláudia Valéria, até as 10h desta terça, foram registrados 114 mm de chuva na capital baiana, enquanto a média histórica do mês é de 106 mm.

Ela explica, que chuva de grande intensidade são mais comuns no inverno, mas que não é rara na primavera ou verão.
G1 BA
Segundo a Defesa Civil de Salvador (Codesal), até por volta das 12h desta terça, 177 ocorrências haviam sido registradas na capital baiana. Dessas, 57 ocorreram na região de Cabula/Tancredo Neves e 36 em Pau da Lima.


G1 BA
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Um incêndio de grandes proporções atinge área de vegetação entre os municípios de Rio de Contas e Livramento de Nossa Senhora, na Chapada Diamantina. De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do estado, o fogo começou no último sábado (19). Dezenove bombeiros militares especializados em incêndios florestais e voluntários atuam na região.

Em Livramento de Nossa Senhora, o incêndio atinge um espaço próximo à cachoeira do Rio Brumado, conhecida como Véu de Noiva. O local fica em um ponto de difícil acesso e os bombeiros militares realizaram escaladas para combater o fogo. Já em Rio de Contas foram identificados grandes focos distantes entre si. O tamanho da área atingida não foi divulgado. Ainda não há informações sobre as causas do incêndio.  
O caso está sendo apurado. Além do local, segundo os bombeiros, há fogo também entre as cidades de Iraquara, Palmeiras e Lençóis, região conhecida como Serra da Cravada. Bombeiros trabalham no local. Neste ano, de acordo com o Corpo de Bombeiros Militar, 19 municípios já foram atingidos por incêndios de grande proporção.

Bombeiros advertem
Não use o fogo em hipótese nenhuma para lidar com limpeza de terrenos ou se livrar do lixo. Ao se deparar com um foco de incêndio, ligue para o Corpo de Bombeiros no telefone 193 ou mantenha contato com as autoridades locais, pois não é fácil extinguir um fogo, muito menos um incêndio que deixa como consequência a destruição de vidas animal e vegetal, com alterações do ecossistema, empobrecimento do solo, prejuízos econômicos, sociais e ambientais, além de muita destruição. As informações são do G1.

Veja as principais dicas de prevenção:
Não jogue lixo em terrenos baldios;
Não queime resíduos;
Não jogue pontas de cigarros acesas nas rodovias ou terrenos;
Não solte balões;
Não deixe crianças brincarem com fogo;
Utilize fogos de artifício, conforme instruções da embalagem, evitando soltar perto de áreas florestais.
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Guarnições da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa/Porto Seguro) apreenderam 13 armas e resgataram 24 pássaros na região de Água Branca, localizada nas proximidades do município de Ubatã, no domingo (8).

Presas em gaiolas, as aves foram encontradas penduradas em árvores e em fachadas de residências. "Todas apresentavam indícios de cativeiro irregular", contou o comandante do Comando de Policiamento Especializado (CPE), coronel Sérgio Freire.
Foram apreendidos e apresentados à 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Ilhéus) sete canários-da-terra, oito papa-capins, um sabiá, um cardeal e sete chorões, juntamente com 12 espingardas, um rifle calibre 22, cinco armadilhas utilizadas para capturar animais silvestres e cerca de 20 kg de caça irregular.
Ascom/SSP-Ba
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Foto : Arquivo/Agência Brasil
Os governos de ao menos quatro países e a União Europeia (UE) ofereceram ajuda ao Brasil para combater os incêndios na Amazônia. Até o momento, no entanto, o presidente Jair Bolsonaro não respondeu às propostas de cooperação. A informação é da Veja. 

A Comissão Europeia, órgão executivo da UE, além dos líderes da Argentina, Chile, Equador e Reino Unido, disponibilizaram auxílio ao Brasil e à Bolívia.

Bolsonaro disse hoje (23) que a tendência é editar um decreto de garantia da lei e da ordem (GLO) para enviar militares das Forças Armadas para combaterem os incêndios na floresta, mas não há nenhum anúncio oficial até o momento.
Metro1

NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
Diante do abandono de uma barragem de rejeitos minerários, a prefeitura de Brumadinho (MG) realizou ontem (12) uma reunião com a Emicon Mineração e Terraplanagem, empresa responsável pela estrutura. Na ocasião, foram cobradas medidas para minimizar os riscos de uma nova tragédia, similar a que ocorreu no município em janeiro desse ano, quando a ruptura de uma barragem da Vale provocou mais de 200 mortes. Entre as reivindicações apresentadas, está a realização de uma avaliação técnica sobre a estabilidade da barragem e a elaboração de um plano para evacuar moradores do entorno.

"Um levantamento inicial aponta para a remoção de apenas nove famílias que vivem na área rural da região dos Quéias e que não há nenhum risco para moradores de áreas urbanas de Brumadinho", diz um comunicado oficial divulgado pelo município. O texto destaca que a evacuação já foi determinada em decisão judicial ainda não cumprida pela mineradora.

Além de agentes da prefeitura e de diretores da mineradora, a reunião contou ainda com representantes do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), da Agência Nacional de Mineração (ANM), da Defesa Civil de Minas Gerais e das polícias Civil, Militar e Ambiental. Também participaram do encontro profissionais da Arteris, concessionária responsável pela administração da Rodovia Fernão Dias, que passa próxima à estrutura.

O MPMG é o autor de uma ação civil pública que levou à decisão judicial citada no comunicado do município. Em maio de 2019, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) atendeu parcialmente os pedidos formulados no processo e determinou que a Emicon se abstivesse de lançar novos rejeitos na estrutura, elaborasse em três dias um plano para garantir sua estabilidade, contratasse uma auditoria técnica independente para avaliar as medidas de reparo e implantasse sinalização das rotas de fuga e um sistema de alerta sonoro.

"Se faz necessário prevenir, neutralizar e se mitigarem os riscos sociais e ambientais acima relatados, decorrentes da insegurança e instabilidade da estrutura de contenção de rejeitos existente no Complexo Minerário acima especificado", escreveu o juiz Rodrigo Heleno Chaves. O magistrado também solicitou na ocasião que as Defesas Civis municipal e estadual e a ANM se manifestassem sobre a necessidade de evacuação. Caso a medida fosse necessária, a decisão definiu que a mineradora deveria se responsabilizar por todos os curtos e que as pessoas deveriam ser ouvidas sobre sua preferências de abrigamento: hotel, pousada ou imóvel locado.

Procurado pela Agência Brasil, o advogado Gustavo Alvarenga, que representa da Emicon, informou em nota que a mineradora "irá cumprir a decisão judicial e removerá as pessoas potencialmente afetadas, ainda que barragem não esteja em eminente risco". Ainda segundo ele, "a empresa há tempos passa por uma situação societária e que somente mais recentemente o seu co-administrador judicialmente nomeado, Sr. Sérgio Lúcio, pôde tomar ciência de tudo que é necessário ser feito".

O advogado afirma também que há estudos e verificações em andamento iniciados em junho e a mineradora assumirá suas responsabilidades. "A Emicon realizou os estudos de estabilidade de barragem no ano passado, o que demonstra que vem tentando sanar e mitigar todo e qualquer eventual problema", acrescenta a nota.
Agência Brasil
NOTÍCIA NA TELA www.noticianatela.com.br
ANUNCIE AQUI! ANUNCIE AQUI! ANUNCIE AQUI!